Saturday, April 30, 2016

Jeep cria aplicativo que denuncia crimes contra a Mata Atlântica

Jeep aplicativo
A Jeep em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica lança o aplicativo Vigilant Wallpapers, que traz imagens em tempo real de diversos pontos da mata nativa ainda restante. O objetivo é criar um alerta e abrir o debate sobre as ameaças que acontecem nos parques e reservas, convidando a sociedade para participar ativamente, vigiando as áreas de maior risco por meio de seu computador, smartphone ou tablet.
“A Fundação SOS Mata Atlântica atua em diversas frentes para a preservação desta que é a floresta mais ameaçada do país. A parceria com a Jeep cria a oportunidade de o cidadão comum interagir com o meio ambiente e ser mais um agente na preservação da Mata Atlântica”, diz Mario Mantovani, Diretor de Políticas Públicas da SOS Mata Atlântica.
Jeep aplicativo
As imagens do Vigilant Wallpapers, enviadas para os fundos de tela em tempo real, são captadas por câmeras instaladas em setores estratégicos, os quais estão constantemente sofrendo algum tipo de agressão ou crime ambiental, seja uma queimada, pesca ilegal ou desmatamento. Se for observada alguma atividade suspeita, o usuário poderá clicar em “denúncia”, enviando, automaticamente, o registro daquele momento para as autoridades locais.
As câmeras utilizadas são autossuficientes e movidas a energia solar. Para não interferir na fauna e na flora, as câmeras foram camufladas em formato de tronco, ninho e pedra. O Vigilant Wallpapers Jeep é compatível com sistema Android e Windows e está disponível no Google Play e no site: www.jeepwallpapers.com.br
Fonte: Car Place

Audi instala skate elétrico em Q3

Solução de mobilidade foi mostrada na China e pode indicar que usuário deixe carro e siga de skate



A Audi mostrou um conceito de mobilidade no Salão de Pequim, na China, no mínimo interessante. A marca instalou um long board elétrico na parte traseira de um Q3 que pode ser usado para complementar trajetos com o modelo da Audi. O long board fica alojado dentro do parachoque traseiro do Q3.
O funcionamento é simples. Com o celular do usuário conectado ao sistema multimídia do carro, o GPS calcula a rota mais rápida para compromissos da agenda, por exemplo e pode indicar que o motorista estacione o carro e siga viagem no long board, por exemplo, se as condições de transito estiverem ruins para o carro. O skate tem bateria suficiente para 12 km e pode chegar a 30 km/h.
O conceito tem três modos de uso: "scooter", onde o usuário roda com a barra direcional aberta e o celular à vista dando as direções do GPS, "sport", onde funciona como um skate elétrico convencional, com a velocidade ajustada por um controle remoto nas mãos do usuário, e um terceiro modo, para ajudar no transporte de cargas mais pesadas, compras de supermercado e outros itens. Neste modo, o skate "segue" o dono do carro graças a uma conexão direta com um telefone ou relógio inteligente.
Fonte: Estadão

Friday, April 29, 2016

O CARRO ELÉTRICO MAIS LEGAL DE TODOS OS TEMPOS

Em parceria com a Tesla, empresa americana lança versão infantil do MODEL S, e promete deixar muito marmanjo morrendo de inveja

TESLA KIDS 12
Na novela Carrossel, exibida na década de 90, o personagem infantil Cirilo guiava um Porsche (em miniatura, claro) e tentava loucamente conquistar a princesinha da escola, Maria Joaquina. A partir de agora, o Don Juan Cirilo terá que rever seus conceitos sobre os carros de brinquedo. A Radio Flyer, empresa americana que produz os brinquedos sobre rodas mais icônicos do EUA, irá lançar uma versão infantil do Tesla Model S.
TESLA KIDS 11

TESLA KIDS 10

E aí, quando você coloca a marca Tesla em desenvolvimento de produto, se prepare, porque eles não brincam em serviço. O mini-Tesla vem pra revolucionair o mundo dos carros elétricos infantis, pois conta com baterias de íons de lítio, o que significa três vezes mais autonomia com apenas um terço do tempo de recarga que qualquer outro concorrente. Ele vem com dois módulos de velocidade, um limitado em 4,8 km/h e outro com 9,6 km/h de velocidade máxima.
TESLA KIDS 8
Além disso, toda a experiência de comprar um carro verdadeiro é trazida para o brinquedo. As cores são as mesmas usadas pelo Model S, outro opcional que vem tanto no "Tesla Pai" quanto no "Tesla filho" é a capa de proteção.
TESLA KIDS 7

TESLA MODEL S FOR KIDS
Outros mimos como faróis em led, Placa do carro customizável com o nome do pequeno, porta-malas funcional e até uma saída auxiliar de áudio fazem deste um verdadeiro brinquedo de gente grande. E ele pode ser seu, ou ir pra garagem do seu filho por US$ 499,00 mais frete.  
Fonte: Quatro Rodas

VAUXHALL PÕE CACHORRO PARA DEMONSTRAR ESTACIONAMENTO AUTÔNOMO

Ação inusitada aconteceu na Inglaterra

Cachorro estaciona Corsa na Inglaterra
O sistema de estacionamento autônomo é o sonho de qualquer pessoa que odeia fazer baliza. Basta apertar um botão que o veículo se encarrega de fazer o serviço sozinho, restando ao motorista apenas controlar a velocidade usando os pedais de acelerador e freio. Para demonstrar o funcionamento deste recurso, a Vauxhall (marca britânica controlada pela General Motors) convocou Gerty, um simpático boxer, para "assumir" o volante de um Corsa e registraram as reações das pessoas que passavam por uma movimentada rua da Inglaterra. Vale a pena assistir para dar boas risadas.
Fonte: Quatro Rodas

Thursday, April 28, 2016

Califórnia oferece desconto para carregar carros elétricos com renováveis


San Diego Gas & Electric irá instalar milhares de estações de carregamento de veículo elétrico em San Diego e condados de Orange, sob um programa piloto aprovado pela California Public Utilities Commission.

A empresa instalará estações de carregamento em até 350 empresas e comunidades multifamiliares em toda a região, com 10 carregadores em cada local, totalizando 3.500 carregadores em locais distintos. A SDG & E irá instalar, pelo menos, 10 por cento dos carregadores em comunidades carentes.
Um benefício importante do programa é que ele deve maximizar a utilização de energias renováveis ​​para carregar veículos elétricos e minimizar a necessidade de novas usinas de energia de combustíveis fósseis.


Em 2012, o governador Jerry Brown definiu meta ousada de ter 1,5 milhões de veículos de emissão zero na estrada na Califórnia em 2025. Para atender a essa demanda, o crescimento de infraestrutura terá que evoluir muito mais rápido. Hoje, a região de San Diego tem apenas 19.000 EVs.

A Califórnia vem liderando o caminho para descarbonização da eletricidade ao longo das últimas décadas, ajudando a pavimentar o caminho para a modernização do setor de transportes. As operadoras de energia elétrica oferecem tarifa especial aos motoristas durante o período de maior geração das renováveis.


Publicado no Verdesobrerodas



Origem: Electric Car Report

Mobilidade elétrica será um dos grandes pilares de crescimento da BMW

A BMW é, atualmente, uma das montadoras mais lucrativas do mundo, apesar dela ter apenas um quarto do volume de vendas de empresas como a Toyota e a General Motors. Maiores margens de lucro e expansão de produtos de nicho, fazem com que a BMW se mantenha nos escalões mais altos da indústria automotiva nestes últimos tempos.
Mas, quanto tempo isso vai durar. Quanto tempo a BMW será capaz de manter suas vendas aceleradas, mantendo margens de lucro elevadas? A BMW tem um carro em quase todos os segmentos automotivos imagináveis. Então, poderia o mercado da BMW estar chegando perto da saturação?

A BMW poderia pensar em usar a sua grande carteira para comprar uma outra companhia de carro e usar isso para trazer mais algumas receitas. No entanto, isso pode ser mais difícil do que parece. A parceria com o Rover da Grã-Bretanha, Land Rover além da MINI e Rolls Royce já da certa tranquilidade. A MINI é a marca de entrada e a Rolls Royce é a marca de alto luxo. E com nichos diversificado que a BMW tem garantido presença nos diversos segmentos de mercado.

Um outro diferencial da BMW é a tecnologia de mobilidade elétrica, condução autônoma e até mesmo células de combustível de hidrogênio. Incursão prolongada da BMW nestas tecnologias poderia manter vivo o seu crescimento, especialmente nos países em que os EVs são muito procurados e os mercados estão crescendo, como a China. O domínio destas novas tecnologias, também, mantém o crescimento da BMW. 

O Professor Stefan Bratzel, do Centro de Gestão Automotiva em Bergisch Gladbach, Alemanha parece pensar assim. A "BMW pode estar muito perto de sua capacidade, mas é claro que a empresa está pensando em crescer ainda mais. Eu acho que o novo CEO Harald Krueger vê dois grandes pilares do crescimento: mobilidade elétrica e condução autônoma. O carro elétrico vai ficar mais interessante para a BMW que espera subsídios do governo alemão e de outros".

Nós já sabemos dos esforços da BMW na mobilidade elétrica, já que tem uma subdivisão inteira dedicada a esse segmento. Sabemos também que ela está trabalhando fortemente na condução autônoma. Assim, quanto mais essas novas tecnologias crescem, mais a BMW crescerá.

A Divisão i da BMW desenvolve, com novos modelos e estilos de carroçaria, a BMW trará uma tonelada de novos clientes, talvez até mesmo atrairá alguns de marcas como a Tesla. A maioria dos clientes do i3 é de cliente de primeira compra, logo, com os novos lançamentos, mais consumidores chegarão.


Publicado no Verdesobrerodas



Origem: bmwblog

Wednesday, April 27, 2016

Volks levará SUV conceito híbrido a Pequim

A Volkswagen divulgou nesta segunda-feira (18) os primeiros teasers de um conceito que promete ser um dos mais importantes no estande da marca durante o Salão de Pequim, na China, que ocorre no final deste mês. Batizado apenas de VW Concept, trata-se de um SUV, que, pela silhueta destacada nas imagens, prevê a possibilidade de ser a nova geração do Touareg. 
Volkswagen mostra teaser de novo conceito de SUV

A imagem mais reveladora do conceito mostra um SUV bastante "musculoso", com uma frente imponente mesclando as características da nova geração do Tiguan e do conceito mais simpático, o T-Cross, revelado no último Salão de Genebra (Suíça). O curioso notar que a linha iluminada que corta dos faróis até a grade do carro demarca uma assinatura de LED no conjunto óptico semelhante a utilizada por modelos da Audi (mais precisamente o TT). 
Estudo será revelado durante o Salão de Pequim, na China

De acordo com a Volkswagen, o VW Concept é movido por uma propulsão híbrida, cuja potência atinge o máximo de 381 cv e 71,3 kgfm de torque, o que o faria alcançar os 100 km/h em apenas seis segundos (com velocidade máxima de 224 km/h). O SUV também terá uma autonomia de 50 km em modo elétrico.
SUV terá conjunto híbrido de propulsão, de 381 cv

Com a troca de geração do Touareg, atualmente o maior e mais luxuoso SUV da Volkswagen no mercado, para 2017, não é difícil imaginar que, pelo porte deste conceito, muitos elementos dele sejam aproveitados para a renovação do modelo. 
Fonte: Carro Online



Siemens e Valeo se unem por motores elétricos

O conglomerado alemão da Siemens e a francesa Valeo vão se unir em prol do desenvolvimento de motores elétricos. A joint-venture vai produzir motores de alta-voltagem tanto para carros elétricos quanto híbridos até o final deste ano. As informações são do site Carscoops
As duas companhias já são fornecedoras da cadeia produtiva da indústria automotiva. Enquanto a Siemens tem um portfólio que abrange de automação à eletrificação, a Valeo é especializada em equipamentos elétricos para veículos. 
A sede da nova sociedade será na Alemanha, mas as duas empresas vão utilizar suas próprias fábricas na França, Noruega, Polônia e Hungria para a produção dos motores.
"Nós estamos felizes com a perspectiva de combinar nossas forças com a Siemens e sistemas de trem de força elétricos", afirmou Jacques Aschenbroich, CEO da Valeo. No outro lado, a expectativa de Klaus Helmrich, membro do conselho da Siemens AG, é a de "juntar a extensa experiência em motores elétricos e inversores da Siemens com a expertise de negócios automotivos da Valeo e sua base de clientes mundial para providenciar às duas empresas uma base sólida de crescimento no mercado elétrico de mobilidade". 
Segundo o site, a joint-venture não vai se limitar apenas na produção e comercialização de motores elétricos, mas também módulos de trem-de-força híbridos, extensores de autonomia (geradores), carregadores e, eventualmente, arquiteturas completas de eletrificação de carros (incluindo o motor). 
De acordo com os estudos das duas empresas, o mercado de componentes elétricos automotivos deverá crescer 20% anualmente até 2020. 
Fonte: Carro Online

Tuesday, April 26, 2016

Veículos individuais elétricos estão invadindo o mercado

Com autonomia de 25 km e capacidade de andar a até 20 km/h, monociclos e diciclos podem custar até R$ 4 mil


Mania veio da Europa e dos EUA / Foto: Ashley Melo/JC Imagem
É uma febre. Apareceu primeiro na China, mas em menos de um ano já estava na Europa. A epidemia chegou forte aos Estados Unidos a partir do segundo semestre do ano passado. Aqui no Brasil contaminou algumas pessoas e está chegando em Pernambuco.
Os monociclos e diciclos elétricos estão se tornando uma mania mundo afora. Eles são uma evolução do Segway, o meio de transporte inventado pelo norte-americano Dean Kamen e lançado em 2001 (caso não esteja associando o nome ao objeto, são aqueles “patinetes” elétricos usados pelos seguranças dos shoppings). Bem mais baratos e práticos, foram pensados para o descolamento individual em centros urbanos, e podem atingir, dependendo do modelo, até 22 km/h.
“Há um ano e meio eu vi uma entrevista de um francês que estava lançando esses aparelhos na Europa e me interessei”, conta o diretor da Lucky Inovação, Alcides Campos, que vende os monociclos e diciclos elétricos no Estado através do e-commerce (luckyinovacao.com.br). A Lucky revende modelos de marcas como a Spaceway e Two Dogs (ambas brasileiras) com preços que vão de R$ 1.890 a quase R$ 4 mil. “A popularização ajudou a baixar o preço. Quando conheci, um monociclo desses custava cerca de 3,5 mil euros”, conta.
Para tentar popularizar os veículos por aqui também, Alcides conta que negociou diretamente com os fornecedores para trazer o menor preço. “Como no ano passado o segmento ainda era muito tímido, nos aproximamos dos fabricantes brasileiros. Isso nos trouxe uma vantagem sobre quem traz esse aparelho importado, que é a garantia e a assistência técnica”, afirma o diretor da Lucky. O próximo passo então foi familiarizar o público com o aparelho. “Começamos a levar para o Bairro do Recife aos domingos e para o calçadão de Boa Viagem. Nosso plano era abordar as pessoas, mas acabamos sendo abordados por quem estava lá”, lembra.
Atualmente, a Lucky está sem aparelhos em estoque, mas Alcides garante que novos monociclos e diciclos chegarão em fevereiro. Os veículos mais simples suportam até 120 kg e têm autonomia de 25 km. A recarga da bateria é feita através de uma tomada comum e dura entre uma hora e meia e duas horas.
Fonte: JC Online

Anunciada mais uma fábrica de carros elétricos


A Nevs, um consórcio Chinês que comprou a montadora sueca Saab,  assinou um acordo no valor de cerca de 8,5 bilhões de coroas (996 milhões de dólares) com a China Volant Industry Co. (Volinco) para fornecer 20.000 carros elétricos.

Mikael Ostlund, porta-voz da National Electric Vehicle Sweden (Nevs), disse contar com um pedido firme de seu carro elétrico, com base no modelo da Saab 9-3 sedan para serem entregues entre 2017-2020.
A Volinco planejava usar os veículos para atender as necessidades da empresa, disse Ostlund. "O acordo de cooperação significa que vamos ter uma ordem, mas o contrato de compra final não está assinado ainda", disse ele, acrescentando que Nevs, também, teria acesso a fornecedores de Volinco. A "Volinco é um grupo muito grande com muitos fornecedores de componentes interessantes de alta tecnologia.

A Nevs, que comprou os ativos de 70 anos de idade Saab em 2012, com o objetivo de transformá-la em uma montadora de veículos elétricos líder de mercado, anunciou seu primeiro acordo importante em dezembro/2015, no valor de 12,0 bilhões de dólares, com uma empresa de leasing chinesa. A Nevs disse que até 2020 terá uma nova fábrica para veículos elétricos funcionando na China.


Publicado no Verdesobrerodas



Origem: Reuters

Monday, April 25, 2016

Carro autônomo da Google é legalizado nos EUA


As autoridades dos Estados Unidos consideraram que os veículos autônomos desenvolvidos pelo Google são "motoristas" do ponto de vista legal,o que representa um grande passo adiante rumo à aprovação futura para que circulem nas estradas do país, informou nesta quarta-feira a imprensa local. As autoridades exigem, na atualidade, que haja uma pessoa no veículo que possa atuar em caso de emergência, embora na maior parte do tempo os veículos operem em sistema automático.

A Agência Nacional de Segurança de Tráfego nas Estradas (NHTSA, na sigla em inglês) indicou em carta dirigida ao Google que a agência considera que o "motorista" é o sistema de condução autônoma desenvolvido pela empresa tecnológica e não nenhum dos ocupantes do veículo. "Estamos de acordo com o Google em que seu (veículo autônomo) não terá um motorista no sentido tradicional no qual os veículos tiveram motoristas durante os mais de últimos cem anos", afirmou o ente regulador americano.

Chris Urmson, um dos líderes do projeto de veículos autônomos, enviou uma carta à NHTSA em novembro do ano passado pedindo-lhe para reconsiderar sua interpretação dos veículos autônomos. A NHTSA respondeu no último dia 4 de fevereiro que, a partir de agora, considera o sistema autônomo do Google como motoristas legais.

A Casa Branca revelou no mês passado que trabalhará com empresas automobilísticas e governos estaduais para elaborar uma política que acelere o lançamento dos carros sem motorista e revelou sua intenção de investir US$ 4 bilhões na próxima década para tornar o projeto realidade.

A fabricante de veículos elétricos Tesla anunciou também em meados do mês passado que vários de seus modelos já estacionam sozinhos.

A empresa de consultoria McKinsey assegura que o software será o principal fator diferenciador entre automóveis no futuro e prevê que até 15% dos veículos novos poderiam ser completamente autônomos até o ano 2030.


Publicado no Verdesobrerodas

Origem: Revista Época Negócios

Fusca de estudante Nigeriano é carregado com energia limpa

Estudante da Universidade de Obagemi Awolowo, Segun Oyeyiola converteu um fusca movido a combustível fóssil (como todos os outros) em um veículo abastecido por energia solar e eólica — perfeito para o clima da região em que ele mora!

O projeto custou US$ 6 mil e contou com muitas doações da família e colegas, que deram ao nigeriano materiais que iriam para o lixo ou que, sozinhos, não tinham mais utilidade nenhuma para os donos. Isso prova que qualquer um consegue fazer a diferença com um pouco de conhecimento e esforço!

Com um painel solar gigante no teto e uma turbina eólica embaixo do capô, o carro também foi equipado com um sistema de suspensão, para garantir que o veículo aguente o peso de tanta tecnologia. Em entrevista ao siteFastCoExist, o rapaz falou que quer “reduzir a emissão de dióxido de carbono que piora o aquecimento global e as mudanças climáticas”.

Atualmente, a bateria do fusca sustentável leva cinco horas para carregar completamente, mas Segun ainda está trabalhando no modelo e pretende realizar melhorias. Todo esforço vale a pena! O estudante demorou para juntar todo o material necessário para montar o fusquinha e ainda teve que lidar com os críticos que acreditavam que ele estava perdendo tempo.



Publicado no Verdesobrerodas

Origem: Meio Ambiente

Sunday, April 24, 2016

Idosa fica apavorada ao testar piloto automático da Tesla em rodovia


Há pouco mais de uma década, vieram os modelos que mantêm a velocidade constante, trazendo mais economia e menos consumo de combustível ao transitar, sobretudo, em rodovias. Tecnicamente conhecido como controlador de velocidade, esse equipamento também é chamado de piloto automático, motivando críticas dos mais puristas - afinal, carros com esse recurso não fazem o veículo rodar por conta própria, acelerando, desacelerando e fazendo curvas, como acontece nos aviões, de onde o termo foi emprestado.
Atualmente, a história mudou. Há alguns anos, já existem automóveis nos quais a expressão piloto automático faz mais sentido, já que, além de manter a velocidade constante, são capazes de frear sozinhos, preservando automaticamente a distância do veículo à frente.
Alguns modelos de luxo já disponíveis no mercado chegam perto dessa capacidade. É o caso dos automóveis elétricos da fabricante norte-americana Tesla, capazes de não apenas frear e acelerar por conta própria, inclusive em congestionamentos, como também trocar de faixa. Para quem não está acostumado, ver o carro rodar e o volante se mexer sem a intervenção do motorista pode ser uma experiência assustadora.Há modelos, inclusive, que contam com frenagem de emergência, evitando colisões ou pelo menos minimizando os danos de uma batida. Esse é um dos últimos passos antes da chegada de carros de condução autônoma, que literalmente conseguem rodar sozinhos e que devem chegar às lojas por volta de 2020.
É o que mostra um vídeo divulgado pelo site "CarBuzz", em que uma idosa aparece sentada no banco do motorista de um Tesla (provavelmente o sedã Model S) com a função Autopilot ativada. Com o sedã rodando em uma rodovia movimentada, ela observa o volante se mexer sozinho e fica apavorada, à medida que o carro vai avançando. Divirta-se e confira o vídeo aqui.
Fonte: Auto Estrada

Trem de levitação magnética aberto ao público no Rio

Trem de levitação magnética aberto ao público no Rio
[Imagem: COPPE/UFRJ]
Trem a energia solar
O Maglev-Cobra, o trem de levitação magnética criado por engenheiros da Coppe/UFRJ, começou a operar suas primeiras viagens demonstrativas abertas ao público.
No primeiro dia de teste, cerca de 160 passageiros trafegaram a bordo do veículo, entre os dois centros de tecnologia no campus da UFRJ, em 25 viagens.
O Maglev-Cobra transporta até 30 passageiros por viagem e circula a uma velocidade de 10 km/hora.
A linha experimental construída na Cidade Universitária é alimentada por quatro painéis de energia solar fotovoltaica.
No futuro, quando chegar à escala comercial, o veículo poderá conectar módulos extras, de 1,5 metro de comprimento cada, aumentando a capacidade do veículo, que, em percursos mais longos, pode alcançar uma velocidade de 100 km/h.
As viagens demonstrativas do Maglev-Cobra serão realizadas todas às terças-feiras, em dois horários: 11 às 12h e 14 às 15h, e são abertas ao público.
Trem de levitação magnética
Deslocando-se de maneira suave e silenciosa, sem emitir poluentes, o Maglev-Cobra utiliza tecnologia de levitação magnética por supercondutividade, flutuando 1 centímetro acima dos trilhos.
A tecnologia do veículo brasileiro é mais estável, mais barata e permite aceleração e frenagem mais rápidas do que as semelhantes desenvolvidas pela Alemanha, China e Japão.
Desenvolvido por pesquisadores do Laboratório de Aplicações de Supercondutores (Lasup) da Coppe, sob a coordenação do professor Richard Stephan, o Maglev-Cobra além de ser eficiente do ponto de vista ambiental, é economicamente vantajoso.
O custo de implantação por quilômetro é de cerca de 1/3 do valor necessário para implantação do metrô subterrâneo na mesma extensão.

"Espero que o projeto desperte o interesse de parceiros, para que o Maglev, em breve, se torne uma realidade comercial, à disposição do cidadão carioca. Nossa expectativa é de que o veículo seja certificado em 2017, e que em 2020 entre em operação, em uma linha de 5 km na Cidade Universitária, ligando a Estação de BRT Aroldo Melodia ao Parque Tecnológico, conforme previsto no Plano Diretor da UFRJ para 2020," declarou o professor Stephan.

Saturday, April 23, 2016

Com recorde de encomendas, Tesla Model 3 é um dos maiores lançamentos da história

Tesla Model 3
Nem mesmo as previsões mais otimistas de Elon Musk, CEO da Tesla, poderiam prever que o sucesso do Model 3 seria tão imediato e estrondoso. Isso porque com apenas uma semana desde a apresentação o sedã elétrico já recebeu mais de 325 mil encomendas, sendo que 115 mil delas foram feitas apenas na primeira hora – o que o torna em números absolutos um dos maiores lançamentos da história. Cada reserva custa U$$ 1.000 (reembolsáveis) e é limitada a duas unidades.
Tesla Model 3
As cifras impressionam mais ainda por terem sido alcançadas praticamente sem publicidade e pelo fato de o sedã não ser um modelo barato (custará cerca de US$ 35 mil, ou R$ 140 mil). Como já dito, o Model 3 terá autonomia na casa dos 345 quilômetros e deve acelerar de 0 a 100 km/h na casa dos 6 segundos. As entregas ao público final, porém, devem demorar: apenas por volta de 2017.
Tesla Model 3
Fonte: Car Place

Toyota abre empresa de tecnologia

A Toyota divulgou nesta terça-feira (5) a criação de mais uma empresa, que será o braço tecnológico da marca. A Toyota Connected será um centro de ciência de dados de operações globais, voltada para o desenvolvimento de tecnologias autônomas e interatividade entre dispositivos móveis e o carro, além de outras aplicações. 
Interior do novo Prius Prime prevê muita conectividade por meio da tela central

A nova empresa do grupo será usada para expandir a parceria com a Microsoft, alavancando o desenvolvimento de novas tecnologias para entregar aos seus clientes uma condução conectada e mais inteligente, para que os sistemas sejam menos intrusivos. 
Além do desenvolimento de novos serviços para a Toyota, a empresa irá fornecer análise de dados a outras empresas e governos, para impulsionar o desenvolvimento de outros produtos que não serão da Toyota. Os demais detalhes sobre a Toyota Connected são bem limitados, mas a empresa atuará diretamente nos futuros projetos automotivos da marca, visando o desenvolvimento da conectividade cada vez maior.
Entre os recursos que a Toyota Connected poderá desenvolver estão sistemas de navegação que gravam os hábitos do motorista, conectividade entre veículos para compartilhar informações de trânsito em tempo real, entre outras tecnologias.
Esta parece ser uma tendência na indústria automotiva global. Recentemente, a Ford também inaugurou uma empresa voltada para a mobilidade urbana. Na visão das matrizes destas companhias, as tecnologias que envolvem a relação entre o motorista e o carro avançam de maneira mais rápida que as gerações de veículos.
Este ritmo acelerado força as fabricantes a investirem mais tempo e corpo de especialistas neste ramo, fazendo sentido criar uma subsidiária exclusivamente dedicada a isso. Uma das vantagens deste desmembramento seria a de desenvolver tecnologias compatíveis com diversas plataformas e modelos do portfólio das marcas, barateado a produção.
Fonte: Carro Online 

Friday, April 22, 2016

Morgan, aos 80, faz triciclo elétrico e 4-4 comemorativo


Morgan EV3 01

A inglesa Morgan, talvez o mais tradicional fabricante de automóveis do globo, comemora 80 anos no Salão de Genebra com duas novidades. O triciclo EV3 combina a diversão de dirigir à emissão zero pelo escapamento, pois usa motor elétrico de potência de 46 kW (63 cv). Com peso de apenas 500 kg, beneficiado pela carroceria de compósito de carbono, o EFV3 promete acelerar de 0 a 96 km/h em menos de 9 segundos e obter autonomia de 240 km. As vendas começam no último trimestre do ano.




Fonte: Best Cars

Thursday, April 21, 2016

Tesla mostra Model 3 com 345 km de autonomia

A Tesla, empresa que só fabrica carros totalmente elétricos, apresentou na noite desta quinta-feira (31) o terceiro modelo de seu portfólio, o Model 3, em um evento fechado nos Estados Unidos. Ao estilo notchback, a novidade é uma espécie de hatchalongado, cujo terceiro volume não é tão pronunciado quanto num sedã. Mercadologicamente, o lançamento ficará posicionado abaixo do sedã Model S e do SUV Model X, mas as vendas só começarão no segundo semestre do ano que vem nos Estados Unidos e Europa.  
Tesla apresentou o conceito, quase pronto, do Model 3 nos EUA

De acordo com as informações do Autoblog, o Model 3 entrega tudo aquilo que Elon Musk, CEO da Tesla, prometeu antes de revelar a novidade. Uma opção mais barata, mais versátil, atraente e com bom espaço interno (para até cinco ocupantes) da companhia. Além disso, o hatch conseguirá aliar uma autonomia de 345 km com uma carga cheia da bateria a um desempenho de aceleração de 0 a 100 km/h abaixo de seis segundos.
Outras promessas do Model 3 são a oferta do sistema de condução semi-autônoma da companhia (com piloto automático adaptativo que identifica as faixas e assume o controle do volante e pedais) e a tecnologia de carregamento mais rápido (chamada de Supercharging). 
Fabricante promete entregar 345 km de autonomia

Tudo isso foi confirmado por Elon Musk durante o evento, mas vale lembrar que o veículo que você vê nas fotos, apesar de estar bem próximo do modelo definitivo, ainda se trata de um conceito. Ou seja, a frente peculiar, que causa estranheza para quem não está acostumado a ver carros elétricos sem grades (afinal, não há necessidade de entradas de ar) pode ser alterada para obter o mesmo tratamento que os outros modelos da marca, por exemplo. 
Com tantos atributos assim, não é difícil compreender a confiança elevada do CEO da Tesla para o Model 3. De acordo com Musk, ele prevê que a partir do final de 2017, com a novidade já à venda, a capacidade de produção da fábrica californiana da companhia será de 500.000 unidades por ano, um número bem alto para quem só comercializa carros elétricos. 
Visual ainda pode sofrer alterações, já que não é o definitivo

E se há alguma dúvida de que a Tesla seja capaz de atingir essa meta, basta verificar o interesse dos consumidores. Com uma previsão de custar US$ 35.000 (cerca de R$ 120.000), a Tesla computou 133.135 reservas de aquisição do Model 3, sendo que todas elas requeriam um depósito de US$ 1.000 (reembolsáveis) de sinal. 

Mitsubishi corre para ter carro autônomo em 2020

A Mitsubishi é um grupo japonês composto por empresas que atuam em várias áreas. Aqui em CARRO ONLINE, nós e os leitores temos mais contato com a Mitsubishi Motors, divisão automotiva, que agora pretende se unir às demais áreas para compartilhar tecnologias que levarão ao carro autônomo.
Mitsubishi eX Concept, mostrado em 2015, propõe condução semiautônoma

A Mitsubishi Motors viu a necessidade dessa parceria para recuperar o tempo perdido, já que outras montadoras -- inclusive rivais japonesas, como a Toyota -- estão bem avançadas nesse projeto, enquanto a Mitsubishi mantinha silêncio. A meta da empresa, agora, é colocar na rua um carro autônomo até 2020.
Essa data é a mesma proposta pela Toyota para dar seu maior passo em direção à condução autônoma, a ser mostrado ao mundo durante a Olimpíada de Tóquio. Mas a Mit não quer ficar para trás, e o grupo empresarial tem condições para isso: radares de ondas milimétricas, sensores e câmeras construídas para mísseis podem ser incorporados aos carros.

"Tudo que temos a fazer é adaptar componentes que já produzimos no grupo", disse Katsumi Adachi, principal engenheiro da divisão de automóveis da Mitsubishi. Vale aguardar.
Fonte: Carro Online

Wednesday, April 20, 2016

Reino Unido aumenta investimento para expandir veículos a hidrogênio

Um grupo de empresas tem como objetivo definir dois novos registros para veículos elétricos de célula de combustível de hidrogênio como parte da Semana de hidrogênio (11-18 março), com uma contínua de cinco dias e cinco noites unidade em torno da M25.

Um grupo de empresas do Reino Unido trabalham em conjunto para expansão do transporte movido a hidrogênio, contando com o apoio do governo de Londres (LHNE). A meta é tentar estabelecer novos recordes para a viagem mais longa com um tanque de hidrogênio (existente registro 700 km- 435 milhas) e a viagem mais longa em um FCEV (recorde 9,6 mil km- 6,024 milhas).


A competição, Co-financiado pelo Inovar Reino Unido, foi criada em 2012 para criar o primeiro sistema de transporte movido a hidrogênio do Reino Unido em Londres e no Sudeste, incluindo estação de reabastecimento de hidrogênio.

O carro a célula de combustível ix35 da Hyundai tem está disponível para a venda desde 2014 e, no ano passado, a Toyota introduziu sua Mirai FCEV ao mercado. A Honda, Mercedes, BMW, Volkswagen e Audi estão entre os vários fabricantes conhecidos por estar desenvolvendo FCEVs a serem lançados nos próximos anos.


Publicado no Verdesobrerodas




Origem: Electric Car Report

Cada metro quadrado de ciclovia solar gera energia para abastecer três casas

A primeira ciclovia solar do mundo está localizada emAmsterdã, na Holanda. Um ano após ser finalizada, a estrutura, construída através de financiamento coletivo, se mostrou mais eficiente do que era estimado nos testes laboratoriais. Conforme informado pelos responsáveis pela estrutura, em entrevista ao site Fast Co. Exist, a cada metro quadrado de ciclovia solar é possível gerar 70 quilowatts/hora, o suficiente para abastecer três casas. Os bons resultados mostram que o investimento é viável e a expectativa é de que ele se pague em 15 anos.

O grande diferencial deste projeto é a forma como as placas fotovoltaicas foram instaladas. Não se trata de uma cobertura, mas sim um pavimento criado especialmente para absorver a energia do sol e transformá-la em eletricidade. A ideia é expandir este modelo para outras pistas e estradas. “Se nós pudermos adicionalmente incorporar células fotovoltaicas nos pavimentos das estradas, então uma área muito mais passaria a ser produtiva, colaborando para a descentralização da geração de energia solar sem que seja necessário espaços extras”, esclareceu Sten de Wit, representante da SolaRoad.
A energia produzida a partir da pavimentação pode ser usada para abastecer veículos elétricos, alimentar estações de atendimento e iluminação ou ser simplesmente destinada às redes de transmissão de eletricidade.
Em termos de uso, Wit garante que o sistema não deixa a desejar em relação às ciclovias tradicionais. Segundo ele, muitos dos usuários que não sabem da função extra da pista, nem conseguem notar diferença. “Isso é exatamente o que nós queremos alcançar: estradas que cumprem suas funções originais, enquanto geram energia solar”, finalizou o empreendedor.



Publicado no Verdesobrerodas

Origem: ArchDaily Brasil